Home

Bodas de Prata

Segunda Feira, dia 7 de julho, a comunidade da Igreja de Nossa Senhora das Dores, comemorou os 25 anos do casamento de nosso querido casal Carmem e Alcindo, e sua filha Bia, celebrando a Eucaristia e depois eles receberam todos, no quiosque, com um delicioso bolo. Parabéns a eles, e que Deus continue a abençoa-los comsuas graças.


***

Padre Augusto nomeado Administrador Paroquial da Paróquia de São Cristóvão em Valinhos.


Missa dos jovens da Paróquia de N.S. das Dores, arquidiocese de Campinas.
Sábado dia  05 de julho


Novo Espaço de Atendimento Paroquial
Secretaria e Sala de Atendimento.

Foi iniciado essa semana de forma efetiva o novo Espaço de Atendimento Paroquial com a Secretaria e a Sala de Atendimento, além da revitalização do quiosque, com ampla reforma e construção de sanitários.

**********

***********

Missa Jovem 2 – Barzinho de Jesus

PROJETO MISSA JOVEM

Um projeto intitulado Missa-Jovem acaba de ser lançado por nosso Vigário Pe. Augusto.

Esse projeto visa a celebração de uma Missa para os jovens, que o envolva na preparação e na própria liturgia e que, ao mesmo tempo, faça a integração e união, tendo em vista projetos de ação social. Celebrada antes do Barzinho de Jesus, amizade com membros de outras comunidades, poderemos ver crescer espa-ços com que a juventude católica se identifique.

FESTA DE SANTA MARTA
Catequese sobre a ressurreição – Jo 11,19-27
Monsenhor João Luis Fávero

29 de julho de 2014

O capítulo onze do evangelho de João é uma catequese sobre a ressurreição. Marta aparece, aqui, como a mulher de fé. Sua profissão de fé equivale à profissão de fé de Pedro nos evangelhos sinóticos (Mc 8,27-30; Mt 16,13-20; Lc 9,18-21) e no evangelho de João (6,69). Marta dissocia-se do círculo da morte para colocar-se ao lado do Senhor da vida. Ante ele, ela é uma mulher de fé que confia plenamente em Jesus. Sua confiança em Jesus se exprime numa dupla afirmação: a presença de Jesus, em primeiro lugar, teria livrado seu irmão da morte e, em segundo lugar, no contexto fúnebre, permitiu reavivar toda a esperança. A esperança de Marta, que era a de todo o povo judeu, é superada pela sua adesão à nova afirmação de Jesus e se realiza pelo sopro vivificante da Palavra de Cristo. Nessa sua adesão – “Eu creio”–, ela é plenamente cristã. O fundamento da fé cristã é a fé na ressurreição de Jesus Cristo (1Cor 15,13).

MEDITAÇÃO

O texto me faz recordar o que disseram os bispos em Aparecida: “A fé em Jesus como o Filho do Pai é a porta de entrada para a Vida. Como discípulos de Jesus, confessamos nossa fé com as palavras de Pedro: “Tuas palavras dão vida eterna” (Jo 6,68); “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16).” (DAp 101).

ORAÇÃO

Pai, que o meu agir não seja movido por um ativismo insensível à palavra de Jesus. Antes, seja toda a minha ação decorrência da escuta atenta desta palavra.

Duas parábolas que apela à confiança – Mt 13,31-35
Monsenhor João Luiz Fávero
29 de Julho de 2014

Podemos dividir o trecho do evangelho em três partes: a parábola do grão de mostarda, a parábola do fermento e a conclusão da parte pública do discurso em parábolas. As duas parábolas são parábolas do Reino. Ambas estabelecem o contraste entre pequeno e grande. O traço característico dessas parábolas é que elas tratam da natureza do Reino e do modo de acolhê-lo. Podemos imaginar que as parábolas queiram responder a uma dificuldade dos contemporâneos de Jesus e também dos discípulos: Por que os sinais do Reino de Deus não aparecem com força e gloriosos? Efetivamente, na vida mesma de Jesus, em que o Reino se faz presente na história da humanidade, não há nada do esplendor e da glória dos reinos e dos reis deste mundo. As duas parábolas são um apelo à confiança, pois a pequenez do início ou o aparentemente pouco em relação ao volume da massa não pode antecipar o que será o futuro. Em relação à modéstia do início, o futuro é uma grande surpresa. Deus age na pequenina semente escondida na terra para fazê-la crescer a ponto de abrigar os ninhos dos pássaros do céu (Dn 4,7-19). Deus age no coração dos homens como o punhado de fermento que faz crescer a massa de farinha. A conclusão do nosso texto é citação do Sl 78,2 que, nesse contexto, diz respeito à identidade de Jesus: é ele quem revela Deus e o seu projeto.

MEDITAÇÃO

Poderíamos até dizer que em tudo está presente o Reino de Deus, de forma simples, e, em potencial, como está na semente que vira árvore e no fermento que faz crescer a massa. Jesus veio instaurar o Reino.

Os bispos, em Aparecida, refletiram assim sobre o Reino: “O Reino de vida que Cristo veio trazer é incompatível com essas situações desumanas. Se pretendemos fechar os olhos diante dessas realidades, não somos defensores da vida do Reino e nos situamos no caminho da morte: “Nós sabemos que passamos da morte para a vida porque amamos os irmãos. Aquele que não ama, permanece na morte” (1 Jo 3,14). É necessário sublinhar “a inseparável relação entre o amor a Deus e o amor ao próximo”, que “convida todos a suprimir as graves desigualdades sociais e as enormes diferenças no acesso aos bens”. Tanto a preocupação por desenvolver estruturas mais justas como por transmitir os valores sociais do Evangelho, situam-se neste contexto de serviço fraterno à vida digna.” (DAp 358)

ORAÇÃO

Pai, livra-me de desprezar os pequeninos. Livra-me, também, do perigo de me subestimar. Faze-me compreender que o Reino se constrói pela ação dos pequenos.

outros textos…


……………

AULAS DE INFORMÁTICA COM ÊNFASE
PARA A 3ª IDADE

Inicio das aulas 2014
Segunda Feira – Dia 20/01/2014

Aulas as 2ª Feiras e 4ªas feiras

9hs00 às 10hs00 e as 15hs00 às 16hs00

Inscrições na Secretaria da Igreja

Vivemos hoje a era da informática, o avanço da tecnologia trouxe acesso a informação de forma quase instantânea, Em uma sociedade informatizada, é imprescindível o domínio das ferramentas que possibilitam o acesso e a manipulação da informação, pois o computador tornou-se um instrumento para ampliar o pensamento e redefinir a forma de comunicação do ser humano.

No mundo da Informática, não há limite de idade, a informática para terceira idade chegou para trazer benefícios e apresenta-se como uma grande oportunidade de exercitar a mente, a memória, e aumentar sua auto-estima.

Os alunos da informática para terceira idade podem utilizar o computador para diferentes finalidades, por isso ministramos: aulas para comprar produtos ou serviços, aulas para fazer novas amizades, aulas para reencontrar amigos, aulas para conversar com familiares que vivem no exterior, aulas para estudar pela internet ou mesmo realizar pesquisas por lugares que deseja conhecer.

Para cada aluno existe uma necessidade e oportunidade que são esclarecidas em nossas aulas e cursos de informática para terceira idade.


Vídeo da Homilia do dia 20/07/2014
“Parábolas revelam o que as palavras não dizem”
Mt 13,24-43

********


Vídeo da Homilia do dia 27/07/2014
“Sabedoria para escolher,
Escolher com Sabedoria”
Mt 13,44-52
Padre Augusto

**********

……..

Livro sobre a Paróquia de

Nossa Senhora das Dores


Diácono José Antonio Jorge

Campanha da Fraternidade
TRÁFICO DE PESSOAS
Diácono José Antonio Jorge

*******

O Lado A do Santo
(Padre Anchieta)
Diácono José Antonio Jorge

Peço ao Correio Popular a oportunidade de discordar, respeitosamente, do que a dra. Lídice Meyer Pinto Ribeiro (Correio,14/4/14), escreveu sobre um homem extraordinário,o padre José de Anchieta que exerceu entre os índios  as tarefas de médico, sacerdote jesuíta e professor. LEIA MAIS...